REPASSANDO A BATATA QUENTE: PT E PTB LARGARÃO O OSSO?


O governador Eduardo Campos entregou os cargos que o PSB detinha no governo da presidenta Dilma. O Ministério da Integração Nacional (comandado por Fernando Bezerra Coelho) e dos Portos (da cota dos irmãos Gomes, do Ceará), são os principais.
Inteligente, Eduardo Campos inverteu o jogo. Questionado por estar planejando voos mais altos (presidência da república) o socialista era alvo de ataques constantes de “aliados” federais que insistiam que o discurso do mesmo era incompatível com a detenção de espaço dentro do governo.
Com um discurso de permanência na sustentação do governo federal e com a entrega dos cargos, Eduardo Campos, demonstrou (ficticiamente) o desapego aos cargos e jogou a batata quente para, justamente, quem o destratava (o PT), além de aquecer o debate das próximas eleições aqui em Pernambuco, colocando várias de pulgas na orelha do PTB.
O PT administra alguns cargos importantes no Governo de Pernambuco, como a Secretaria de Transportes e ai, como vai ser, vai entregar todos os cargos que comandam no Estado?
O PTB, de Armando Monteiro, diz que está com Dilma em 2014 e que é candidato a governador, certamente contra o candidato de Eduardo, entregará todos os cargos que ocupa no governo do Estado, tal como o comando do DETRAN? Aqui em nossa cidade o comando do órgão está a cargo de Tallys Maia, do PTB.
Este caldeirão, repleto de peculiaridades, influência nas articulações aqui em nossa cidade, uma vez que o PSB, o PT e o PTB figuram como os principais protagonistas da disputa de 2014 ao Governo do Estado, cada um com seus candidatos ao posto.

MAIS SOBRE O PT
Embora ainda falte mais de um ano das eleições, as movimentações nos bastidores estão cada vez mais quentes. Em reserva, um filiado ao PT municipal confidenciou que está com tudo preparado para lançar sua pré-candidatura a Deputado Estadual. Outra questão é que a corrente do Senador Humberto Costa tem defendido uma candidatura própria ao Governo do Estado e, se assim ocorrer, o vereador Deomedes Brito ficará contra seu “aliado” José Augusto Maia.

MAIS SOBRE O PTB
A novela dos candidatos a deputado pela oposição (PTB e PSL) está perto do fim. Ernesto Maia é um grande articulador mas, desta vez, Fernando Aragão levou a melhor. Com a expulsão iminente de Toinho do Pará do grupo, restaram três pré-candidaturas a deputado estadual pela oposição: Ernesto Maia, Fernando Aragão e José Augusto Maia. Tem vazado informações que Ernesto tem costurado um acordo com Fernando para 2014 e 2016, onde quem sair candidato em 2014 apoia o outro dois anos depois. Segundo dizem, Fernando aceitou a proposta e disse que apoia Ernesto em 2016. A bola está com Ernesto! Ambos serão descartados caso haja uma candidatura impositiva de José Augusto Maia.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 01/10/2013

FIRMANDO O NOME E, TALVEZ, CAINDO EM UMA ARMADILHA


Na última sexta feira (20), alguns vereadores e lideranças do grupo de oposição declararam apoio à pré-candidatura do vereador Fernando Aragão (PTB) para a disputa ao cargo de Deputado Estadual. Assumiram o apoio a pré-candidatura Galego de Mourinha, Helinho Aragão, Nanau Marques e o ex-prefeito Aragãozinho.
Em outro texto que escrevi recentemente, pontuei que caso o vereador Fernando Aragão tivesse realmente intensão de ser candidato, deveria fortalecer cada vez mais o seu nome e esta declaração de apoio de nomes importantes da oposição é um sinal claro de que o mesmo está FIRMANDO O NOME e disposto a encarar o desafio, contando com apoios significativos na oposição.
Outros pré-candidatos a Deputado estadual pela oposição, até o momento, são Toinho do Pará, Ernesto Maia e (quem sabe) José Augusto Maia. Pelo que se tem conhecimento, caso o Dep. José Augusto confirme a inviabilidade de sua candidatura a federal (e caso consiga o improvável aval da justiça) e se, ainda, ele optar por disputar o cargo de Dep. Estadual, os nomes de Fernando e Ernesto saem da pré-candidatura, para apoiar o de Zé. Dizem que Toinho do Pará não abre nem para um trem!
Em meu ponto de vista, considero, modestamente, um perigo para Fernando Aragão permanecer no PTB, uma vez que, com base na atual conjuntura, a sigla necessitará de uma ampla votação para garantir o mandato. Esta questão seria resolvida/facilitada com a migração para outras legendas, tal como Ernesto Maia fez. Partidos como PCdoB e o Rede (ainda pendente) são opções que o próprio levantou.
Acho justo o apoio que a pré-candidatura do vereador Fernando Aragão tem recebido, tanto pela história de lutas que o mesmo tem, quanto pela possibilidade concreta da Assembleia Legislativa ter um parlamentar sério e competente tal como ele.
Mas será que este movimento pela permanência no PTB não pode se tornar uma ARMADILHA para Fernando, deixando-o aprisionado na legenda? Lembrem que este partido definiu o ano passado a escolha do candidato a prefeito por pesquisa e, sem levar em conta o resultado da pesquisa, impôs o nome do candidato derrotado José Augusto Maia.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 23/09/2013

FAZ A DIFERENÇA


O Dep. Federal Paulo Rubem, do PDT, esteve recentemente em nossa cidade com a finalidade discutir a emenda individual ao orçamento, de sua autoria, que destinou um milhão e trezentos mil reais para a saúde de nossa cidade, além de tratar com o prefeito do projeto “Projovem Trabalhador” que qualificará 500 jovens santa-cruzenses, bem como discutiu emendas para construção de creches. A visita foi organizada pelo vereador Professor Afrânio, aliado histórico do parlamentar.
Vale lembrar que, em se tratando de emendas alocadas diretamente para nossa cidade, foi a de maior valor, fato que surpreendeu aos acostumados à velha politicalha, uma vez que o parlamentar obteve pouco mais de quatrocentos e cinquenta votos e, faça-se justiça, a única exigência dele foi que o dinheiro fosse bem aplicado para render bons resultados à população, algo que engrandece ainda mais a atuação do deputado.
Acompanhei de perto a visita (até por questão de trabalho) e a postura ética, coerente, simples e destemida do deputado ficaram marcadas em todos que conversaram como o mesmo, seja nas entrevistas em rádio, nas palestras ou nas conversas cara a cara.
Na parte legislativa (mais que importante) desenvolve um trabalho exemplar, como o fez na relatoria do Plano Nacional de Cultura e, recentemente, na Emenda ao projeto de Lei dos Royalties, que possibilitará a destinação de mais de cento e setenta bilhões de reais na educação. É considerado, pelo segundo ano seguido, um dos parlamentares mais influentes do congresso.
Trago estas considerações por entender que ações e atitudes como estas de Paulo Rubem, não devem passar despercebidas, visto que ele faz a diferença entre tantos outros deputados que só envergonham e emporcalham nosso parlamento e que fazem a população ficar descrente da Política.

JULGAMENTO POLÍTICO: DE QUEM?
O TCE julgou procedente um pedido do ex-prefeito José Augusto Maia com relação às suas contas de 2003 e 2004 quando esteve à frente da prefeitura de nossa cidade. Aquele órgão de fiscalização encontrou diversas irregularidades nas referidas contas e opinou à Câmara de vereadores sua REJEIÇÃO. Após quase dois anos, o Dep. Federal José Augusto entrou com um pedido de rescisão das contas (um novo julgamento) e, com a mudança de nomes que julgaram este recurso, decidiram mudar de opinião e, mesmo com as irregularidades comprovadas, recomendaram a aprovação com ressalvas. A votação na Câmara de vereadores, que precisariam de 2/3 (11 votos) para manter o primeiro parecer todos conhecem: foram conseguidos 10 votos a favor do primeiro parecer e 07 a favor do segundo parecer. Contas aprovadas com ressalvas. O curioso foi que o TCE opinou, semana passada, pela Rejeição das contas da ex-prefeita de Bezerros, com base em irregularidades idênticas ao do ex-prefeito José Augusto. Então, quem fez julgamento político?

E AS PENDENCIAS CONTINUAM
Mesmo se livrando de duas contas irregulares, José Augusto Maia não tem muito a comemorar. Ele tentou anular a rejeição das contas de 2006, mas o Tribunal de Justiça negou. Estas contas tratam das maiores polêmicas em que o nome do parlamentar é envolvido: o caso da merenda e do lixo. Resumindo, continua enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

E AS PENDENCIAS CONTINUAM II
O Ministério Público Federal ofereceu mais uma denúncia contra José Augusto Maia (que já responde por formação de quadrilha, fraudes em licitações, no STF, e vários processos de improbidade administrativa, no TJPE). Esta nova denúncia diz respeito às eleições de 2010.

MANDOU O RECADO
Em recente entrevista sobre as possíveis mudanças no governo, o prefeito Edson Vieira não mediu palavras e, falando sobre insatisfações de cargos, foi direto: “estamos preocupados com Santa Cruz ou com vaidade de cargos?”. Age certo quando coloca Santa Cruz em primeiro lugar.

ELEIÇÕES DO PT
Nas próximas semanas os filiados ao partido dos trabalhadores terão que escolher seus representantes em todos os níveis: Federal, Estadual e municipal. Aqui na cidade, o partido contará com duas chapas, uma encabeçada pelo atual presidente Deomedes Brito, que conta com apoio majoritário de filiados recentes (uma questão que ainda está pendente de julgamento no partido e na justiça) e outra pelo professor e sindicalista Virgínio Vasconcelos, que é apoiada por petistas tradicionais e novos filiados.

AINDA SOBRE O PT
A grande dúvida é quanto a permanência do vereador Deomedes na legenda, uma vez que, nas próximas eleições, ele é obrigado a apoiar candidatos do partido e, a depender da conjuntura nacional e estadual, o parlamentar poderá ficar em uma saia justa com seus aliados históricos, ficando fora do palanque municipal. Os opositores, no partido, garantem que em uma saída amigável da legenda não requisitam o mandato.

BREJO DA MADRE DE DEUS
Ainda rende, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), questões envolvendo as eleições suplementares no Brejo da Madre de Deus. O fato é que o prefeito cassado, Dr. Edson, viu um recurso seu ser admitido na Corte e, assim, começa a ver, ainda longe, uma luz, ainda pequena, no fim do túnel.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 16/09/2013

O QUE A FARRA DE LOCAÇÕES DA KMC E DOS DEPUTADOS FEDERAIS, E O ESCÂNDALOS DOS TECLADOS TEM EM COMUM


 Há várias semanas alguns leitores desta coluna têm solicitado meu ponto de vista sobre casos envolvendo denúncias de políticos de nossa cidade, a saber: farra das locações e escândalo dos teclados.
Este assunto, juntamente com o esclarecimento a um leitor que questionou uma informação passada no texto MAIS DO MESMO, seria a pauta da minha coluna semana passada, que por motivos outros não pude concretizar.
O faço agora, com o incremento das novas denúncias, desta vez envolvendo locações de carros por Deputados Federais.
Com relação ao leitor que questionou a informação que postei sobre os processos do Dep. José Augusto, onde o mesmo afirmou que o deputado não responde a processo penal na justiça Estadual, inclusive insinuando que eu deveria conferir as informações antes de postar. Esclareço que, como todas às vezes que trato de questões sobre processos, me baseio por fontes oficiais, neste caso o Tribunal de Justiça, e lá consta o processo nº 0002378-02.2009.8.17.1250 na Vara Criminal de Santa Cruz do Capibaribe e acredito que não foi remetido ao STF (local apropriado) em virtude do magistrado estar colocando o processo em ordem, com citação dos envolvidos, etc.
Com relação à denúncia da locação de veículos, tenho silenciado em virtude de que, até a presente data, não houve manifestação dos órgãos responsáveis (Tribunal de Contas e Ministério Público) com uma resposta, mesmo que inicial, sobre tais denúncias.
O que temos, até agora, são apurações iniciais, realizadas por vereadores, de situação e oposição, mas que carecem de uma análise mais aprofundada dos órgãos citados anteriormente, inclusive dos próprios vereadores, o que me faz, esperar estas ponderações.
Um dado que acrescento, mas que também só me aterei profundamente após manifestações dos órgãos competentes sobre a legalidade ou não, é o gasto do dep. Federal José Augusto no ano de 2012, uma vez que o mesmo gastou mais de 50 mil reais só em aluguel de carros, com uma empresa que foi criada pouco tempo antes de iniciar a prestação de serviço e que, pelos dados da receita federal tem sede em Escada-PE. Como nos outros casos relatados, são muitas dúvidas (como se veículos foram usado aqui na região ou em Brasília), mas que só se esclareceram com investigação firme dos órgãos competentes. Quando o fizerem poderemos tratar tais assuntos com a profundidade necessária.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 03/09/2013

MAIS DO MESMO



Quando lemos ou ouvimos a seguinte frase: “José Augusto Maia é alvo de processo por improbidade administrativa”, tal como na matéria postada neste Blog, a população já não se surpreende mais.
No Blog do Magno esta semana foi publicada a matéria: “Seis deputados pernambucanos têm pendências com a Justiça” e, claro, José Augusto Maia está entre eles... A matéria foi produzida com base nos levantamentos da ONG Transparência Brasil, uma das mais sérias instituições que defendem a coisa pública.
Com esta nova ação ajuizada pelo Ministério Público, já são quatro (04) ações de Improbidade Administrativa (na justiça Estadual), três (03) ações Penais (uma na Justiça Estadual e duas no STF), um Inquérito (no STF) e uma (01) decisão final, julgando as contas de 2006 irregulares pela Câmara de Vereadores e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), esta última o enquadra como Ficha Suja.
Por outro lado, há a falsa propagação que estes processos são frutos de perseguição e que, uma vez que José Augusto Maia tem conseguido se candidatar as eleições, estas ações não são graves.
Engano, são graves sim, e dizem respeito ao mau uso de verbas públicas, ou seja, o Ministério Público estadual e federal tem agido de forma a proteger e recuperar o patrimônio público.
É lamentável que haja uma grande parcela da população que, guiados pela cegueira politiqueira, não consigam perceber que quando elegemos representantes, o que está em jogo é a vida e os destinos de todos os cidadãos de nossa cidade, desta forma é sempre importante analisar os fatos que pesam contra os candidatos.

Infelizmente grande parte da população não se surpreende mais com tantas questões negativas do Dep. Federal José Augusto Maia, achando normal, MAIS DO MESMO, mas não é! Temos que estar atentos aos gestores públicos, todos, independente que bandeiras partidárias.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 23/08/2013

FERNANDO ARAGÃO E A REPETIÇÃO DA HISTÓRIA ou A CONSOLIDAÇÃO DE UMA HISTÓRIA DE LUTAS


Ao longo de seus vários mandados como vereador na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, o vereador Fernando Aragão tem tido um papel importantíssimo. Certamente isto teve inicio por conta que descende de uma das famílias que participaram da formação político administrativa de nossa cidade.
Muitas vezes lembrado pelas lutas junto ao saudoso Miguel Arraes, outras pelo temperamento forte e incisivo que o mesmo tem, o fato é que Fernando Aragão, na maioria das vezes e ao longo de sua trajetória política, tem seu desempenho e oportunidades atrapalhados pela politicalha que o cerca, bem como a outros bons políticos também.
Trago à tona este assunto, tendo em vista que o mesmo está para ser, mais uma vez, rifado de um projeto maior e que o mesmo tem total legitimidade: a candidatura a deputado estadual.
Nas recentes movimentações da oposição, é notório que o vereador Ernesto Maia tem se colocado como o nome “ideal” para concorrer nas eleições de 2014 (estadual ou federal), chegando a dizer, inclusive, que há muito tempo o “grupo ou vota em Zé Augusto ou em Toinho do Pará e precisa de uma renovação de nomes” e, para ele, o sinônimo desta renovação é a dupla Maia e Maia.
Seguindo com suas estratégias, Ernesto Maia combate abertamente Diogo Moraes e, de forma disfarçada, Toinho do Pará, com o Caso dos teclados (que cairá sobre ele) e querendo “analisar o que ele fez durante todo esse tempo e na discussão mostrar se Toinho do Pará é um nome viável”, onde era visível que no governo de Toinho do Pará uma parte do governo agia em descompasso com a administração de Toinho, ou seja, só podia dar no governo desastroso que foi.
Já com relação a Fernando Aragão, imagino que a tática de Ernesto é ganhar apoio dentro do grupo, deixá-lo no esquecimento e contar com a “obediência” dele às decisões do grupo, como aconteceu diversas outras vezes, como na reviravolta em votações de contas de José Augusto e, recentemente, nas últimas eleições com a questão da pesquisa que foi realizada e não foi seguida.
Esta história pode mudar caso o vereador Fernando Aragão tenha realmente a intensão de ser candidato a Dep. Estadual, onde a alternativa mais viável para o mesmo é mudar de partido, fortalecer cada vez mais seu nome (inclusive na mídia) e partir com tudo para o projeto, pois a renovação de nomes no grupo de oposição está, em minha opinião, em seu mais experiente componente: Fernando Aragão!

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 14/08/2013

ELE, A PATROL E O CALÇADÃO


ELE
Muitos estavam ansiosos pela vinda dele, seja para dizer “aqui você tem oposição” ou para mostrar que tem influência com o poderoso chefão. Aqui em Pernambuco, como diz o ditado, ele anda em céu de brigadeiro, mas até quando? Está cada vez mais próximo do governador Eduardo Campos decidir qual rumo vai tomar e, a depender do cenário mais provável (sua candidatura a presidente), como ficará a frente popular? Esta questão ainda está obscura e, por enquanto, só o tempo dirá.
Tenho minhas reservas quanto a Eduardo Campos, não pelo fato de dizerem que ele abandonou nossa cidade, pois, infelizmente, as demandas que nosso povo e governantes levam e “pedem” para ele são as mais elementares (dentro das mais simples) possíveis, mas pelo fato de que em nosso Estado, como já se via no governo de Jarbas Vasconcelos, viver do marketing
Digo isto porque a educação do Estado todo é um caos (com raras exceções), onde há muito tempo não há concurso público e os educadores são aprisionados nos “eternos” contratos. Na segurança, como um todo, há alguns avanços, bem supervalorizados pelo Pacto Pela Vida, mas pergunto: estamos bem de segurança? Na saúde, as válvulas de escape são os novos hospitais, construídos na região metropolitana do Recife e outro em Caruaru. Pouco, muito pouco, para o que realmente precisamos. Sei que estas questões devem ser avaliadas como um todo, onde deve haver uma verdadeira força tarefa entre os governos municipal, estadual e federal para a solução do problema, mas o Estado com todo o seu dinheiro “azul e branco” poderia fazer bem mais.
Por tanto, em minha opinião, Eduardo Campos pouco está se importando se em Santa Cruz tem meia dúzia (ou três vereadores) dizendo que fazem oposição a ele; ou um federal “que faz de conta” que o apoia; ou, até mesmo, um fiel escudeiro de sua cozinha que o representa na região. O que ele quer saber mesmo é que quando a “onça for beber água” quem vai estar com ele, pois quem não estará com ele, estará contra o poderoso chefão!
A PATROL
Outra questão que trago (meio atrasado é verdade) é a questão das Máquinas recebidas pela administração municipal em uma parceria com o governo federal, por meio do PAC 2. Tenho certeza que a Patrol e a Retroescavadeira terão uma grande utilidade, tendo em vista os nossos graves problemas com a pavimentação de nossas ruas e das estradas vicinais.
O governo municipal terá uma excelente ferramenta, juntamente com as demais máquinas que está adquirindo com recursos próprios, para acelerar o desenvolvimento estrutural de nossa cidade.
Infelizmente (e é importante mencionar), o ponto negativo ficou por conta da “cerimônia” de entrega dos novos equipamentos, onde uma parcela significativa de pessoas levou para o lado da paixão politiqueira, onde faziam festa pela chegada dos equipamentos, com músicas eleitorais e tudo e, por outro lado, muitos desqualificando a conquista por ter votado no opositor.
Claro que o governante quer mostrar as benfeitorias e ganhos que vem trazendo em seu governo, mas acredito que foi um erro ter realizado a entrega na forma que o fez, por propiciar, justamente, este tipo de manifestação das pessoas.
O CALÇADÃO
O que está em debate é a transformação do “calçadão” em um Centro de Compras, propiciando aos que comercializam no “poeirão” um local mais digno para venderem suas mercadorias e adquirirem o sustento de suas famílias.
Acho um grande acerto da municipalidade propiciar esta mudança, uma vez que já está mais do que na hora de se promover algo do tipo no calçadão. Concordo com os que dizem que deve haver diálogo, mas o que não se pode é deixar, mais uma vez, o calçadão da forma que está e, muito menos, “politicar” a questão.
Vejo que muitos dos que bradam contra o projeto, o fazem por questões politiqueiras e seguindo alguns políticos que nunca propuseram algo concreto para o calçadão.
Acho curioso, e até um pouco revoltante, que alguns comerciantes do calçadão sejam contra o projeto porque vão ter que pagar, juntamente com a prefeitura, a execução do projeto. Repito, acho importante o diálogo e sei que os comerciantes tiram o sustento de suas famílias do comércio realizado no calçadão, mas creio, da mesma forma, que o custo beneficio da obra seja benéfico aos comerciantes, pois poderão comercializar suas mercadorias em um ambiente de maior conforto e, principalmente, melhorará o ambiente para os compradores, pois sem eles, não há calçadão.
Esta é uma questão que ainda renderá muitas discussões e a trataremos com mais profundidade e mais dados futuramente.

Observação: por questões de saúde (ou a falta dela) não escrevi semana passada, motivo pelo qual escrevi sobre alguns temas em uma mesma coluna.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 05/08/2013

PELA MANUTENÇÃO DA LEI FICHA LIMPA


Vez por outra, volta à tona um assunto que está mais presente na época eleitoral, precisamente no período destinado ao registro de candidaturas: a Lei Ficha Limpa. Temida por maus gestores, esta Lei foi um excelente instrumento possibilitado pela iniciativa popular por meio do Projeto de Lei Complementar 135/2010.
Desde a sua aprovação, até os dias atuais, muitos políticos que tem a “Ficha Suja” conseguem se esquivar (se valendo de brechas que impuseram) dos rigores desta Lei. Foi assim em 2010, primeira eleição com a Lei em vigor, onde o tribunal especializado (TSE) decidiu que a Lei tinha validade, mas o STF decidiu diferente, frustrando o sonho da sociedade que queria impedir que candidatos “Ficha Suja” chegassem ao poder...
Pontuei meu “ponto de vista” em vários textos (principalmente no momento oportuno do registro das candidaturas), mencionando casos típicos de enquadramento na Lei da Ficha Limpa, como o do deputado José Augusto Maia, considerado com a Ficha Suja pelo Tribunal de Contas do Estado (Veja aqui!), bem como na Câmara de Vereadores (Veja aqui!), por ter tido contas julgadas irregulares.
Para ser mais preciso, a Lei da Ficha Limpa diz que gestores que tenham tido contas julgadas pelos órgãos competentes (Câmara de Vereadores), com irregularidades insanáveis e que configure ato doloso de improbidade administrativa, são considerados FICHA SUJA (Art. 2º, g, Veja aqui!).
O dep. José Augusto Maia, quando prefeito, teve suas contas de 2006 rejeitadas pelo TCE e julgadas irregulares pela Câmara de Vereadores, uma vez que o Tribunal de Contas apontou em sua decisão diversas falhas na AQUISIÇÃO DE MERENDA ESCOLAR E DA LIMPESA PÚBLICA, que ficaram “comprovados fortes indícios de fraude na aquisição da merenda escolar, com imputação de débito no valor de R$ 225.482,02 e “restaram comprovadas despesas indevidas com a limpeza pública, com imputação de débito no valor de R$ 356.418,85” (Veja aqui!).
Na eleição passada (2012), o então candidato José Augusto Maia conseguiu uma liminar suspendendo as contas de 2006, o que possibilitou que o mesmo continuasse na disputa, mas, analisando o mérito da questão, o Tribunal de Justiça DERRUBOU A LIMINAR (Veja aqui!), ou seja, a rejeição das contas de 2006 continua com validade, enquadrando, hoje, o dep. José Augusto Maia nos políticos que estão com a FICHA SUJA.
Estas contas de 2006 foram as que deram base para o Ministério Público processar José Augusto Maia por Improbidade Administrativa no TJPE e nas ações penais de fraudes em licitação e de formação de quadrilha no STF (Veja Aqui! e Aqui!)
Este texto foi produzido com base em dados oficiais, colhidos nos sites do TJPE, TCE, TSE, STF e da Câmara de Vereadores.
Entendo que mentiras repetidas continuam sendo mentiras, mas alguns “de cabeça bem avisada” tentam confundir a população, querendo forçar a mentira que certos políticos têm a “ficha cristalina”, quando na realidade não tem. Por isso entendo que a manutenção da Lei ficha limpa é fundamental para impedir que políticos com a FICHA SUJA ocupem ou continuem em cargos eletivos.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 23/07/2013

O VERMELHO ACABOU! O AZUL TEM QUE ACABAR!


   
  Confesso que, inicialmente, fiquei bastante confuso com pronunciamento de alguns políticos com relação ao resultado da eleição do Brejo da Madre de Deus, onde chegaram ao ridículo de dizer que era uma vitória da oposição de Santa Cruz!
  Ouvimos o absurdo: “Para quem achava que o vermelho acabou, esta vitória em Brejo (do amarelo) mostra que o vermelho está vivo...”
Não pretendo, com estas palavras, tirar mérito de quem as tenha, mas percebo que o que havia na verdade era algo que estava incomodando políticos de nossa cidade: a frase “O VERMELHO ACABOU!”
  Certamente isto ocorre por questões estratégicas e de marketing, uma vez que a disseminação da frase “O VERMELHO ACABOU” pode trazer grandes percas entre os adeptos de tal segmento, uma vez que é inerente às pessoas rejeitarem quem perde e o que está acabado. Tal prática foi bastante utilizada pela, hoje, oposição.
  Mas, para o bem de Santa Cruz do Capibaribe, não só o vermelho tem que acabar, o AZUL TAMBÉM PRECISA ACABAR, uma vez que a perpetuação de tais facções tem, ao longo da história, só prejudicando o desenvolvimento eficaz de nossa cidade.
  Por conta da politicalha imposta por parte de líderes políticos, a população passa a defender mais as “suas cores” (grupos) e seus respectivos líderes, do que a própria cidade, que, no meu ponto de vista, deve estar em primeiro lugar.
  Assim, acho fundamental que esta politicalha e este falso partidarismo (de cores, de cabecinha, de boca preta, de taboquinha, de onda azul e outros) TEM QUE ACABAR.
  Se isso não ocorrer, quem corre grande risco de acabar é a nossa Santa Cruz do Capibaribe.

Euzébio Pereira Neto

Postado no Blog do Ney Lima em 17/07/2013